Abrasel pede revisão da data de reabertura de bares e restaurantes em Pernambuco

postado em: Uncategorized | 0

Na expectativa de retomar as atividades em algumas cidades na próxima semana, donos de bares e restaurantes reagiram ao adiamento da volta do setor. Em nota, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Pernambuco (Abrasel-PE) diz que a medida do governo de Pernambuco “atinge em cheio um setor que vem sendo duramente penalizado” e pede revisão da data de reabertura.

“Lamentamos que, ao mesmo tempo em que vemos a falta de sensibilidade do governo com nosso setor, assistimos, dia a dia, a pessoas nas ruas sem máscaras, aglomerando-se nas periferias, no transporte público, e pouca ou nenhuma fiscalização. São dois pesos e duas medidas. Desta forma, pedimos ao governo do Estado que reconheça que as diversas regiões do Estado estão em fases diferentes de evolução da doença e reconsidere, imediatamente, sua posição quanto à reabertura dos bares e restaurantes, permitindo esta retomada no dia 6 de julho”, traz um trecho da nota.

Pelo cronograma inicial do Plano de Convivência com a covid-19, previsão era de que o setor retornasse na etapa 7. No dia 18 de junho, o governo anunciou que a reabertura passaria a integrar a fase 6 do plano, com previsão sem martelo batido para o dia 6. Mas, com uma demora maior para a liberação da fase 5, a etapa 6 foi empurrada. Desde o início, o governo não determina datas de forma antecipada para cada fase.

Leonardo Lamartine, fundador e CEO Grupo Bonaparte, diz que os gestores sentem que o setor está sendo desprezado. “Tem que pagar toda a folha sem estar aberto, sem venda. É bastante complicado porque a entrega a domicílio não cobre os custos, muito pelo contrário. Não entendemos por que o governo não dá uma previsão sequer. É um setor importante para a economia, importante para o turismo, e o que mais emprega depois da construção civil. Já estamos totalmente preparados, com acrílico nos caixas, distanciamento de mesas e todo o protocolo de higiene”, relatou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, afirmou que o governo está dialogando com o setor. “Estamos bem avançados nos protocolos de reabertura desses setores. No anúncio passado, dissemos que a reabertura foi antecipada da etapa sete para a etapa seis, a próxima fase prevista para as Gerências Regionais de Saúde das cidades-sede Recife, Limoeiro e Goiana”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *