Sistema alternativo eletrônico de jornada de trabalho

postado em: Uncategorized | 0

A cláusula 49, da CCT 2019, que trata do Registro Eletrônico de Frequência, informa que fica autorizado a adoção do sistema alternativo eletrônico de jornada de trabalho, para as empresas associadas aos sindicatos patronais convenentes, sendo condição obrigatória que o aludido sistema seja homologado pelos sindicatos patronais profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *